Teddy Bear - English for kids and teens - Inglês especializado para crianças e adolescentes

VOLTAR

OUTUBRO / 2015 A METODOLOGIA DA TEDDY BEAR É SEMELHANTE AOS OBJETIVOS DO TESTE TOEFL®


Desde que se tornou um centro autorizado para aplicação do teste TOEFL® (Test of English as a Foreign Language), o mais importante exame de proficiência da língua inglesa, a Escola Teddy Bear vem desenvolvendo ações com o objetivo de aprimorar sua metodologia. O objetivo é que seus alunos tenham mais facilidade em dominar o idioma inglês e, em consequência, melhorem o desempenho nas avaliações do TOEFL.

Assim, além da aplicação periódica dos testes TOEFL® YSS (Young Students Series – Programa TOEFL para avaliação de jovens) e da análise detalhada do desempenho de seus alunos, a Teddy Bear decidiu capacitar seus Educadores Culturais para que o conteúdo ministrado em sala de aula facilite a aprendizagem. No mês de agosto, eles participaram de uma capacitação com a professora Emelie Loeb, especialista em avaliação, ensino e desenvolvimento de testes da ETS® (Education Testing Service, a organização que desenvolveu o programa TOEFL). O responsável por essa parceria é o Diretor da Divisão de Testes Internacionais da Up Language, Eugenio Mirisola.

Com sede em São Paulo, a Up Language é a representante exclusiva dos programas TOEFL®Primary™ e do TOEFL Junior® no Brasil. Na entrevista abaixo, ele conta um pouco mais sobre esses testes e os motivos que o levaram a aprovar a Teddy Bear como centro aplicador do TOEFL. Confira:

Quais são os principais aspectos avaliados pelos programas TOEFL Junior TOEFL Primary?
O principal aspecto avaliado é a capacidade de o aluno se comunicar em inglês. Na verdade, o mais importante não é o conteúdo gramatical, mas sim a comunicação correta em inglês. O programa de avalição TOEFL é uma forma precisa e justa de aferir o conhecimento do estudante, a fim de que se possa ter uma boa noção do nível de inglês de cada participante. Justamente por ter essa preocupação, é que o programa TOEFL criou a série de testes TOEFL Primary (destinado a estudantes de 8 a 11 ou 12 anos) e TOEFL Junior (para alunos de 11 a 17 ou 18 anos), pois são testes práticos, compatíveis com a idade e a maturidade dos candidatos, e que avaliam o conhecimento de inglês dentro do contexto em que o jovem utiliza o idioma.

Um aspecto importante a ser destacado é que a avaliação TOEFL não é do tipo “passa/não passa”. É bem diferente disso. O exame TOEFL tem caráter evolutivo e avalia a evolução do aluno por faixa etária. Junto com a pontuação obtida, o aluno recebe descritores do que é capaz de fazer em inglês, o quanto entende e que aspectos pode melhorar. Não se trata de conferir uma nota de 0 a 10, mas sim de mostrar o estágio de domínio do idioma e a evolução do aprendizado. Além disso, a escola recebe estatísticas claras sobre a qualidade do ensino e a evolução do aprendizado. O programa, assim, torna-se uma sólida ferramenta de gestão pedagógica.

Diretor da Up Language, Eugenio Mirisola: “temos uma sinergia muito grande com a Teddy Bear”. Diretor da Up Language, Eugenio Mirisola: “temos uma sinergia muito grande com a Teddy Bear”
Por que a Up Language aceitou a Teddy Bear como centro aplicador do TOEFL?
Porque a Teddy Bear comprovou que reúne atributos que consideramos essenciais para quem quer utilizar o programa TOEFL como efetiva ferramenta de gestão pedagógica: nível de qualidade do curso, organização, reconhecimento do mercado, resultados comprovados, busca pela excelência no ensino do idioma inglês e interesse em aprimorar-se permanentemente. Além disso, é uma escola que atua com seriedade e que nos dá retorno sobre os resultados obtidos em cada edição do TOEFL. Não é à toa que está há tanto tempo no mercado. Temos uma sinergia muito grande com a Teddy Bear.

Por que a presença da professora Emilie Loeb é importante para capacitar os professores?
Como já comentei, o TOEFL é um teste de contexto, com caráter evolutivo e que prioriza a comunicação em inglês. Para que o aluno tenha bom desempenho no programa TOEFL é recomendável que a metodologia aplicada em sala recorra aos objetivos de comunicação dos itens ensinados. E a metodologia da Teddy Bear é muito semelhante aos objetivos do TOEFL. Ainda assim, a cada edição do teste, nós constatamos que é possível melhorar a metodologia. Por isso, trouxemos a professora Emilie Loeb, pois ela é especialista em sugerir atividades e métodos que ajudam o professor a desenvolver e explorar atividades que levam o aluno a aprender um inglês mais prático, mais real e mais semelhante ao que é falado no dia a dia. Tenho certeza que os professores da Teddy Bear vão gostar.