Teddy Bear - English for kids and teens - Inglês especializado para crianças e adolescentes

VOLTAR

JULHO / 2015 “MEUS FILHOS ADORAM FREQUENTAR AS AULAS”


A administradora Taynara Dacorregio Silva constatou na prática o quanto a metodologia Teddy Bear facilita a compreensão da língua inglesa. Em recente viagem à Califórnia, seus filhos Arthur e Igor mostraram capacidade e interesse em praticar o novo idioma, participando de atividades e interagindo com outras crianças. “Eles nos surpreenderam”, revela a mãe orgulhosa. “A segurança em querer se comunicar com as pessoas foi incrível”, comemora.

Na entrevista abaixo, ela conta um pouco mais sobre essa experiência vivida nos Estados Unidos e ressalta a importância do inglês para as futuras gerações. Confira:

A senhora tem dois filhos estudando na Teddy Bear. Eles gostam da Escola? A que a senhora atribui esse sentimento?
Sim, meus dois filhos estudam na Escola e adoram frequentar as aulas. O Arthur já está há mais tempo, e o Igor, desde bebê, sempre me acompanhou na rotina de levar e pegar o irmão. Isso foi muito bom para sua adaptação este ano, pois o Igor já se sentia familiarizado com a Escola quando fiz a matrícula. Como já era “de casa”, ele conhecia os funcionários, o parque e o caminho do bebedouro onde adora tomar água. O jeito acolhedor e amigável de todos na Escola transmite muita confiança para os pais e para as crianças. Pais tranquilos, crianças tranquilas.

Há algum motivo especial para que eles aprendam a língua inglesa?
Penso que saber inglês é básico e não é mais um diferencial. Assim, se nós pais tivermos condições de ajudar e mostrar isso a eles, lá na frente tudo ficará mais fácil. E nós também ficaremos tranquilos porque proporcionamos isso a eles.

Recentemente, a sua família viajou para a Califórnia, o que possibilitou, de certo modo, a prática do inglês aprendido na Teddy Bear. Como foi essa experiência?

Os filhos Igor e Arthur surpreenderam os pais com o inglês praticado na Califórnia Os filhos Igor e Arthur surpreenderam os pais com o inglês praticado na Califórnia

Por falta de hábito, fluência e até mesmo segurança, não costumamos conversar com nossos filhos “em inglês” em nosso dia a dia. Nesta última viagem, eles nos surpreenderam. Lógico que não falavam fluentemente esta segunda língua, mas a segurança em querer se comunicar com as pessoas foi incrível, sempre nos pedindo para participar das conversas, querendo fazer pedidos em restaurantes, nos parques e trocando experiências até nas filas dos brinquedos.
Tive a oportunidade de participar de um evento esportivo bastante conhecido lá e o Arthur também queria participar de alguma atividade. Consegui inscrevê-lo em um evento onde quanto mais ele se esforçasse, mais ajudava uma instituição. E ele conseguiu: correu 1,5 quilômetro e ajudou crianças com Spinal Muscular Atrophy e isso foi muito legal. Outro episódio bem interessante foi o dia em que deixamos as crianças em um playground dentro do hotel e percebemos que o Arthur estava conversando com uma criança americana e fez questão de nos apresentar. O Igor também interagiu com os recreadores, o que nos deu a certeza de que estamos no caminho certo.

Na condição de mãe de dois filhos que estudam na Teddy Bear, qual sua opinião sobre a Escola? O que mais lhe agrada?
Estamos satisfeitos com a Teddy Bear. Eu gosto muito da didática, pois a criança aprende não apenas dentro da sala de aula, mas também em jogos na quadra, em atividades no parque, nos computadores ou em experiências culinárias. Crianças gostam disso! O tempo de aula também favorece, pois é um pouco mais estendido.

Gostaria de apresentar alguma sugestão para aprimorarmos o ensino e a qualidade da Teddy Bear?
Que continuem assim, sempre atentos ao ensino, às mudanças, aos alunos e aos pais.

Deixe uma mensagem para outros pais que têm filhos na Teddy Bear.
No passado, o inglês era um diferencial, mas hoje é um aspecto básico. Assim, quanto antes a criança for apresentada e se exercitar nesta segunda língua, vai facilitar bastante lá na frente. E com um método de ensino como o da Teddy Bear, tudo fica mais prazeroso e fácil de ser compreendido.