Teddy Bear - English for kids and teens - Inglês especializado para crianças e adolescentes

VOLTAR

JULHO / 2014 TEDDY BEAR: A MELHOR OPÇÃO PARA NÓS


A presença do aluno Leonardo Figueiró Bueno de Oliveira na Escola Centro é motivo de grande satisfação. Seu ingresso na Teddy Bear atesta a qualidade e a credibilidade da Escola, visto que sua mãe, Rafaela Langaro Figueiró, também foi nossa aluna, entre os anos de 1994 e 2003. Os nove anos em que estudou na Teddy Bear proporcionaram conhecimento e convicção para, anos mais tarde, matricular o filho. “Cheguei a procurar outras escolas, mas nenhuma me fez sentir a segurança que senti ao voltar à Teddy Bear”, revela a mãe.

Feliz por matricular Leonardo na Teddy Bear, Rafaela espera que o filho de 8 anos também consiga aprender o idioma inglês, além de praticar os valores que a Escola tanto preconiza. “Quero que meu filho, assim como eu, também tenha a oportunidade de aprender com quem realmente sabe ensinar para além da sala de aula”, elogia.

Na entrevista abaixo, Rafaela relata suas expectativas em relação ao filho e recorda os bons momentos vividos na Teddy Bear. Confira:

Você foi aluna da Teddy Bear e recentemente matriculou seu filho Leonardo na Escola também. Podemos considerar essa atitude como uma demonstração de confiança no trabalho da Teddy Bear?
Com certeza. O fato de eu ter estudado na Teddy Bear influenciou muito na decisão de matricular o Leonardo. Ele estudou em escolas bilíngues na fase de pré-alfabetização, depois teve aulas de inglês particulares e, por seu nível de inglês ser mais avançado do que o da maioria das crianças de sua idade, sempre fiquei com receio de matriculá-lo em um curso de inglês tradicional. Cheguei a procurar outras escolas, mas nenhuma me fez sentir a segurança que senti ao voltar à Teddy Bear, o que me fez ter a certeza de que esta seria a melhor opção para nós.

Algum motivo especial para matriculá-lo na Teddy Bear?
O método de ensino foi o maior motivo. Por mais que eu não entendesse quando criança, o método da Escola sempre fez com que eu conseguisse aprender sem nem perceber que estava aprendendo e eu considero que isso faz com que a criança consiga internalizar verdadeiramente o conteúdo ensinado.

Rafaela Figueiró quer que o filho Leonardo também aprenda inglês na Teddy Bear Rafaela Figueiró quer que o filho Leonardo também aprenda inglês na Teddy Bear

Qual o seu sentimento ao matricular o Leonardo na Teddy Bear, a mesma Escola que você também estudou? Dá saudades do seu tempo de aluna?
Tenho muitas lembranças boas da minha época de aluna. Ao voltar agora à Escola, vejo que muita coisa está diferente, em termos de estrutura física, mas me senti acolhida, assim como quando estudava lá. Eu sempre participava ativamente de todas as atividades da Escola, fiz muitos amigos que ainda mantenho contato e até hoje ainda lembro de algumas das brincadeiras e músicas que faziam parte da rotina dos alunos. Tenho certeza de que, em alguns anos, o Leonardo também terá construído suas próprias boas lembranças da Teddy Bear.

No mês de junho, a Teddy Bear completou 24 anos de atuação no mercado, o que explica o fato de mãe e filho passarem pela Escola. Com a experiência por ter estudado aqui, qual a sua avaliação da Teddy Bear?
Estudei por quase nove anos na Teddy Bear e a minha avaliação sobre a Escola é a melhor possível. Houve um fato bem marcante que comprovou essa minha impressão. Aos 16 anos, quando saí da Teddy Bear, fiz intercâmbio por um ano nos Estados Unidos e, ao chegar lá, as pessoas não acreditavam que eu havia aprendido inglês no Brasil, pois a maioria dos intercambistas não tinha um nível de inglês tão bom quanto o meu. Até hoje, quando tenho contato com nativos da língua inglesa, escuto elogios a respeito do meu inglês. Logicamente a fluência que adquiri durante o intercâmbio foi fundamental para isto, mas se eu não tivesse ido com a base que a Teddy Bear me proporcionou, com certeza teria muito mais dificuldade.

Qual sua expectativa em relação à aprendizagem do idioma inglês por seu filho?
Desde o primeiro dia que o Leonardo conheceu a Escola já se apaixonou, o que não aconteceu nos outros lugares que visitamos. Quero que meu filho, assim como eu, também tenha a oportunidade de aprender com quem realmente sabe ensinar para além da sala de aula.