Teddy Bear - English for kids and teens - Inglês especializado para crianças e adolescentes

AOS PAIS

FAQ

O inglês é Britânico ou Americano?

Na Escola Teddy Bear ensinamos o inglês internacional. O aluno estará capacitado a compreender e se fazer compreender em qualquer país no qual se fale inglês como primeira ou segunda língua. Sendo atualmente muito mais valorizado o inglês pelo seu correto uso do que pelo sotaque do falante. Buscamos com nossos alunos valorizar nossa cultura e país através do aprendizado do inglês.

Qual a formação dos professores?

Nossos professores são profissionais capacitados para o ensino da língua inglesa e além de dominarem o idioma, são educadores graduados ou cursando graduação / pós-graduação na área de Ciências Humanas como Letras, Pedagogia ou Psicologia.

Nossa escola oferece treinamentos constantes e específicos sobre a nossa metodologia e filosofia de trabalho, além de acompanhamento pedagógico semanal.

Vocês oferecem cursos intensivos?

Sim, oferecemos cursos intensivos de 6 horas semanais. Verifique através do canal Fale Conosco se a sua Escola de interesse está oferecendo o curso intensivo nesse semestre.

Quanto tempo leva para o aluno se formar na Teddy Bear?

Nós oferecemos um curso extensivo, de duas aulas por semana com duração de 1h 30 minutos cada. Trabalhamos com faixas etárias bem definidas que desenvolvem o inglês de acordo com o progresso educacional e com o amadurecimento do aluno. Os alunos se formam entre 16 e 18 anos, pois acreditamos que a aquisição de uma língua estrangeira ocorra de uma forma gradativa e constante, quando não só o inglês em si deve ser considerado, mas também o desenvolvimento integral da criança de acordo com a sua idade, maturidade e experiências.

Que diferença faz matricular meu filho com 3 ou 12 anos na Escola Teddy Bear, se ele irá se formar com 16/18 anos do mesmo jeito?

A criança que inicia o curso mais cedo aprende o Inglês de forma gradativa, cumulativa e constante, tornando o aprendizado mais sólido e desenvolvendo habilidades relativas à língua de forma integrada às suas necessidades educacionais. Existe uma grande diferença entre alunos que se dedicam à língua desde cedo, o domínio do idioma fica mais sofisticado e amplo.

O professor fala só inglês na classe?

O professor desde o 1º dia de aula negocia com os alunos que a língua inglesa será a língua de comunicação entre eles. A partir deste acordo, o professor usa o máximo de inglês possível com a turma, utilizando um vocabulário cuidadosamente desenvolvido para a comunicação com os alunos. Assim, desde o início de seus estudos, o aluno já é capaz de responder e fazer solicitações ao professor ou aos colegas. Dessa forma, sente-se seguro, pois é capaz de compreender o que lhe é dito em inglês e começa a desenvolver autonomia para expressar suas dúvidas, necessidades e opiniões na língua inglesa.

Existem atividades extra classe para prática do inglês?

Realizamos ao longo do ano, festas e eventos durante os quais os alunos têm mais uma oportunidade de desenvolver habilidades e praticar o idioma. As atividades realizadas fora de sala, tais como as brincadeiras e jogos no pátio e a experiência culinária, são de grande importância para a aquisição da língua, uma vez que, estando fora do ambiente de sala de aula, o aluno além de se sentir mais descontraído, fará uso da língua ainda mais naturalmente, interagindo com os colegas durante uma competição de basketball, por exemplo, ou quando ele ou um colega faz algum comentário sobre a difícil arte de separar a clara da gema, durante a "cooking experience".

Existe reposição de aula em caso de faltas?

O professor estará avaliando o desempenho do aluno no grupo e sempre que necessário, será marcada através da coordenação pedagógica uma aula de reposição ou mesmo de revisão.

Existe reposição de aula por causa dos feriados?

A escola já prevê os feriados quando prepara o calendário do semestre, mas se não houver aula em decorrência de um feriado, não previsto no calendário, a escola poderá oferecer reposição de aula.

Em quanto tempo o aluno atingirá a fluência no inglês?

Ao trazerem seus filhos para aprender inglês, os pais também trazem expectativas e algumas incertezas sobre a capacidade de assimilação e fluência na língua estrangeira. Com a experiência de quem, há mais de duas décadas, é especialista no ensino do inglês para crianças, pré-adolescentes e adolescentes, e também como forma de orientar mães, pais e responsáveis, apresenta as seguintes colocações:

Quanto maior a exposição da criança ao idioma, mais rapidamente ela adquirirá fluência. A Teddy Bear é uma Escola especializada no ensino do inglês como língua estrangeira, tendo como base uma carga horária de 3 horas semanais. Nesse sentido, a escola está ciente de que é longo o processo da aquisição e fluência no idioma. Porém, o aprendizado é certo e garantido, levando sempre em conta a maturidade e a capacidade cognitiva e emocional de cada aluno, além dos fatores externos e sociais nos quais a criança e o adolescente estão inseridos. O aluno sairá formado da Escola com fluência nas quatro habilidades do idioma: ouvir, falar, ler e escrever.

A experiência da Teddy Bear mostra que cada indivíduo tem seu tempo natural para adquirir um conhecimento e colocá-lo em prática, o que deve ser respeitado e estimulado. As aulas oferecidas em nossa escola visam estimular a comunicação através de situações inseridas em contextos cotidianos da vida real, levando o aluno a expressar-se, sempre que necessitar ou for exigido, de forma espontânea e natural. Portanto, a maior parte dos alunos menores de 11/12 anos, e que estudam inglês na Teddy Bear desde 2/3 anos, já adquiriram uma boa fluência verbal, mas por ainda não terem atingido a maturidade cognitivo-emocional apropriada, não estão acostumados a fazer traduções literais.

A aquisição de um novo idioma necessita de regularidade e constância para que a língua estrangeira se torne parte da vida de quem a aprende. Logo, os alunos da Teddy Bear recebem todos os estímulos necessários para que o desenvolvimento do inglês acompanhe seu crescimento e amadurecimento integral, assim respeitando as diferentes etapas de sua vida. Muitos alunos que iniciaram na Escola com 2/3 anos e se formaram com 16/17 anos estudando dentro desta base de 2 vezes por semana – 3 horas semanais, têm mostrado excelentes resultados na fluência do idioma inglês, pois quando estes alunos têm a oportunidade de fazer High School, ou mesmo outros programas de inglês no exterior, são muito elogiados por Escolas Internacionais e sentem-se orgulhosos pela autonomia e interação que o conhecimento que língua proporciona. De maneira muito direta, é observada na sala de aula a fluência no inglês dos pré-adolescentes e adolescentes que iniciaram na Escola desde crianças. Nas aulas, apenas o inglês é utilizado como idioma nos tópicos e assuntos sugeridos para debates em que os alunos opinam, questionam, comunicam-se de forma natural e espontânea. Os resultados são visíveis.

Cada aluno possui seu próprio ritmo. Na Teddy Bear o aluno desde o início aprende a utilizar o conteúdo de forma comunicativa, ou seja, para expressar suas opiniões, dúvidas e interesses. O uso do vocabulário e expressões será de acordo com o nível de inglês, maturidade e experiências.

Como são as avaliações na Teddy Bear?

Na Escola Teddy Bear os alunos são avaliados sob diversas perspectivas. Desde cedo são analisados vários aspectos do desenvolvimento do aluno, não apenas com relação à evolução no idioma, mas o aluno como um todo e sua performance em sala.

Nos estágios onde os alunos estão apenas desenvolvendo as habilidades de ouvir e falar, até os 6/7 anos, não há uma avaliação formal. O aluno é avaliado pela sua performance em aula. A partir de 8/9 anos, quando os alunos iniciam a aprendizagem simultânea do ouvir, falar, ler e escrever, aplicamos uma avaliação formal, porém o aluno não será avaliado apenas por este momento, mas por toda sua performance em sala de aula.

O semestre é dividido em duas etapas: midterm e finalterm, que é o mesmo que bimestre, sendo assim 4 bimestres durante o ano. Os pais receberão um comunicado informando sobre a data e hora do encontro individual entre professores e pais para entrega das avaliações, que chamamos de "report card".

O Inglês vai suprir as dificuldades na escola regular?

Sim. Oferecemos como cortesia aos nossos alunos os grupos de estudos que acontecem em dias e horários previamente definidos pela Coordenação Pedagógica onde trabalhamos com as necessidades específicas que os alunos trazem da escola. Estas dúvidas e dificuldades escolares muitas vezes são basicamente gramaticais.

Quando o aluno iniciará a leitura e a escrita no inglês?

Outra preocupação constatada junto aos pais dos alunos de língua estrangeira, o inglês, refere-se à leitura e à escrita. Em alguns casos, na ansiedade de acelerar resultados, os pais chegam a comparar a agilidade do ensino da escola de inglês Teddy Bear com o ensino da língua estrangeira oferecido no colégio regular.

» A Escola Teddy Bear só inicia suavemente a leitura e a escrita da língua quando o aluno já está alfabetizado em português, ou seja, na 2ª série do 3º ano do colégio regular, por volta dos 7/8 anos de idade.

» Linguagem é um elemento de relacionamento humano no qual todos, em especial as crianças, conquistam proficiência em línguas estrangeiras mais através do desenvolvimento de habilidades (adquirido por assimilação natural, intuitiva, inconsciente, em ambientes de interação humana) do que pelo estudo formal (memorizar informações e transformá-las em conhecimento). Línguas podem ser ensinadas, portanto serão aprendidas se houver o método e o ambiente apropriados.

» Crianças assimilam línguas com mais facilidade, porém, têm grande resistência ao aprendizado formal, artificial e dirigido. As crianças, mais do que os adultos, precisam e se beneficiam de contato humano para desenvolver suas habilidades lingüísticas.

» Em geral, uma das maiores dificuldades no aprendizado da língua inglesa é a falta de correlação entre a escrita e a pronúncia. Ainda hoje, em muitos métodos pedagógicos de ensino, predomina o contato prematuro com a língua em sua forma escrita. Por isso, as abordagens baseadas na assimilação natural da língua estrangeira, como acontece com a língua mãe, permitem que o aluno se aproprie, de modo eficaz, do novo idioma.

» Para o aluno que estuda inglês como língua estrangeira, que tem contato com textos, mas não tem a oportunidade de contato freqüente com a língua falada, ou seja, não desenvolveu familiaridade com a forma oral do inglês, a interferência da ortografia na pronúncia das palavras é nociva e persistente.

A Teddy Bear realiza exames internacionais?

Sim, a Teddy Bear é um centro autorizado para aplicação do exame internacional TOEFL®

Clique aqui para obter mais informações.

Qual a diferença entre o ensino de uma escola bilíngue e o da Escola de Inglês Teddy Bear?

Conceitualmente, a principal diferença de uma escola bilíngue para uma escola de línguas é que a primeira pretende transmitir diversos conhecimentos por meio do uso de um idioma estrangeiro com uma carga horária de escola regular, enquanto a escola de línguas tem por objetivo ensinar o estudante a comunicar-se em outro idioma e dominar as quatro habilidades da língua: ouvir, falar, ler e escrever.
A Escola Teddy Bear, especializada no ensino da língua inglesa para crianças e adolescentes, utiliza um método de ensino que privilegia o desenvolvimento do aluno como um todo, buscando atender suas necessidades acadêmicas, emocionais e socioculturais. Como recebe alunos desde os 02 anos de idade, a Teddy Bear adota uma metodologia bem específica, na qual o inglês é apresentado aos alunos de modo natural, espontâneo e bastante concreto, com técnicas e materiais pedagógicos dirigidos para cada faixa etária. As aulas valorizam atividades lúdicas e interativas, a fim de despertar a atenção e o interesse da criança.

Qual a principal diferença entre a Escola Teddy Bear e um curso de inglês?

A Teddy Bear não é um curso de inglês, mas sim uma Escola de Inglês especializada no ensino do inglês como língua estrangeira. Enquanto um curso tem por objetivo ensinar o idioma, a Teddy Bear tem a preocupação de inserir o aluno no universo que envolve a língua inglesa. Assim, mais do que ensinar o novo idioma, a meta é incluir o inglês academicamente por meio de uma rica programação pedagógica para cada nível e faixa etária. Assim, atuamos de forma ampla no desenvolvimento cognitivo, sociocultural e emocional dos alunos.

Além do ensino de línguas, há uma preocupação no aprendizado social e cultural de países que falam inglês?

Como a Teddy Bear aplica uma metodologia diferenciada, o ensino do idioma inglês envolve necessariamente temas diretamente relacionados com aspectos sociais e culturais de países falantes de língua inglesa. Em nossas atividades pedagógicas, buscamos sempre inserir elementos integrantes da cultura desses países. Esportes, músicas, fatos históricos, expressões típicas e etc. Nosso ensino é composto por um conjunto de aspectos que procuramos ressaltar no dia a dia da Escola buscando a fluência cultural e consciência de nossos alunos com relação a países estrangeiros, principalmente os falantes da Língua Inglesa.
Na Teddy Bear, o inglês é ensinado de forma ampla e os educadores culturais estão em constante capacitação para inovar a didática e a aprendizagem, pois o domínio de um idioma é fruto da interação social e do ambiente cultural em que se insere.

Há uma faixa etária especial para iniciar o ensino bilíngue no ensino de base?

Sem dúvida, quanto mais cedo, melhor! Essa é a principal premissa da Teddy Bear. A razão para tanto é que a criança aprende uma segunda língua desde o momento que nasce e ouve o novo código linguístico. Desde que ela ouve os primeiros sons, a criança já está formando a sua memória auditiva, a qual auxiliará o processo de expressão oral mais tarde, no que diz respeito, principalmente à pronúncia. Posteriormente, ela compreende o idioma e, por fim, fala, lê e escreve. Esse é o processo natural de aprendizagem da língua e nosso embasamento é compatível com o que enfatizam vários estudos no assunto, como, por exemplo, a teoria de Stephen Krashen sobre a aquisição de uma língua.
Conforme tal estudo explicita, a aquisição se dá primeiramente pelo entendimento e depois pela capacidade de comunicação criativa. Isso ocorre através da familiarização com a característica fonética da língua, sua estruturação de frases, seu vocabulário, tudo decorrente de situações reais e contextualizadas, bem como pela descoberta e assimilação de diferenças culturais e pela aceitação e adaptação à cultura a qual pertence essa língua.

Como é feita a inserção do segundo idioma na educação infantil e posteriormente no ensino médio?

Na Teddy Bear, a inserção começa desde os 02 anos de idade, e esse processo é desenvolvido por meio de uma metodologia diferenciada, em que se destaca a ludicidade, utilizada através de atividades atrativas e interativas que despertam o interesse dos alunos e os inspiram a aprender. A metodologia Teddy Bear engloba atividades como experiências culinárias, jardinagem, pesquisas no computador, jogos e brincadeiras no pátio. O objetivo é proporcionar o amplo desenvolvimento da criança, envolvendo todos os sentidos: ver, tocar, sentir, degustar, cheirar, observar e a vivência prática da língua aprendida.
A intenção é que o aluno ingresse quando criança na Teddy Bear e se forme aos 16 anos no ensino médio. Para consolidar seu aprendizado, será muito benéfico se o aluno tiver a oportunidade de cursar um semestre ou até um ano de High School em um país onde a língua materna seja o inglês. Temos muitos casos de sucesso dentro desse formato e incentivamos nossos alunos nesta rica experiência cultural que gera um aprendizado valioso.
Cabe acrescentar que a Escola Teddy Bear é um centro autorizado a aplicar os exames TOEFL, reconhecidos internacionalmente. Os ótimos resultados alcançados por nossos alunos nesse teste de proficiência da língua inglesa comprovam a excelência acadêmica da Escola.

Há um preparo diferenciado para os professores que ministram as aulas? Ou há preferência por professores nativos?

Adotamos a premissa de que mais importante do que falar inglês é saber ensinar o idioma, é ter didática. Embora semelhantes, são coisas diferentes. Nem sempre quem fala bem (seja qualquer língua), sabe ensinar. É por isso que os professores da Teddy Bear não necessariamente precisam ser nativos. Ser nativo não oferece garantia de conhecimento didático a uma pessoa. Mais importante é que nossos educadores cumpram seu dever com paixão, porque ensinar requer, entre outras coisas, dedicação, compreensão, comprometimento e cumplicidade, palavras que costumamos substituir por vocação.
Procuramos profissionais da área de ensino de inglês como língua estrangeira, certificados e capacitados para tanto, e que dominem a língua inglesa, ou seja, tenham conhecimento teórico e vivência prática da língua.

Dentro do programa pedagógico, há atividades variadas, que trabalhem não apenas a linguística, mas também a interdisciplinaridade, ligando o inglês a matérias como artes, ciências, matemática etc.?

A formação educacional através da língua é uma prática que adotamos desde a chegada da criança na Teddy Bear. O objetivo é que a compreensão do idioma não seja o fim específico, mas também e sobretudo o meio, de modo a permitir a expressão e a comunicação. Assim, contextos do idioma ensinado se ampliam de acordo com a evolução e domínio da nova língua e, desta forma, o conteúdo começa a ter uma abordagem interdisciplinar e mais ampla.

Por que o ensino bilíngue contribui para a formação pessoal e futuramente profissional do aluno?

A criança que aprende mais de uma língua desde cedo dispõe de mais recursos linguísticos, de mais representações verbais e de maior conhecimento sobre o mundo. Além dessa expansão cognitiva, torna-se uma pessoa mais aberta ao diálogo e ao entendimento de diversas culturas, habilidades essenciais para o século XXI.